Procure um software configurável na indústria farmacêutica, não um software personalizado – veja por quê

Configurable Software

Se você estiver comprando software, tenha cuidado com o que pede. Se você solicitar um recurso ou capacidade personalizada e o fornecedor disser que sim, isso provavelmente acabará sendo uma coisa ruim. Confie em mim, eu sei. Já participei de centenas dessas discussões ao longo de mais de três décadas – a personalização não é sua amiga.

O desafio da personalização de software

Deixe-me explicar o cenário usual. Você encontrou o melhor fornecedor com um ótimo aplicativo que atende a 98% das suas necessidades. Mas, afinal de contas, você é o cliente e, por isso, pressiona o fornecedor a se comprometer com a criação de um novo recurso ou capacidade para torná-lo 100% compatível.

O fornecedor sabe que dizer sim é uma má ideia. Uma ideia REALMENTE ruim. Mas eles querem o seu negócio, então dizem que sim. Você ganhou, certo?

Na verdade, não. Pode parecer que, no mundo dos aplicativos de software, uma solução personalizada que atenda exatamente às suas necessidades seja o santo graal. Como cliente, você quer um software que atenda exatamente às suas necessidades e permita que você continue operando como faz hoje.

Mas a realidade é que os “costumes”, como são chamados no lado do fornecedor, causam uma série de problemas no futuro. Isso ocorre porque, ao personalizar um software, você introduz recursos exclusivos que não foram e não serão usados por milhares de outros usuários. Esses recursos não foram expostos às inúmeras situações que os recursos padrão do produto apresentam.

Vamos pensar em um exemplo paralelo, a compra de um carro novo. Mesmo que você queira um recurso especial – digamos, tração nas quatro rodas em um carro que só vem com tração nas duas rodas – você nunca concordaria em tê-lo construído só para você. A entrega seria atrasada, a capacidade não seria comprovada por milhões de quilômetros de uso e ninguém saberia como fazer a manutenção do seu carro. Por outro lado, os recursos padrão do seu carro foram aprimorados e aperfeiçoados ao longo de anos de uso por milhões de motoristas: eles são confiáveis, seguros e bem suportados.

O mesmo princípio se aplica ao software. Os recursos personalizados podem parecer perfeitos para suas necessidades, mas apresentam riscos significativos. Eles não foram examinados por uma ampla base de usuários, o que significa que podem ter bugs ocultos ou problemas de desempenho.

Além disso, as personalizações podem criar problemas significativos quando se trata de atualizações de software. Os produtos de software padrão recebem regularmente atualizações para melhorar a funcionalidade, aumentar a segurança e corrigir bugs. No entanto, se o seu software foi personalizado, essas atualizações padrão podem introduzir problemas de compatibilidade. Seus recursos personalizados podem não funcionar bem com a nova versão, causando falhas no sistema ou perda de funcionalidade. Isso pode deixar seu sistema vulnerável ou exigir uma nova personalização cara e demorada. Essencialmente, o que foi planejado para simplificar as operações pode causar mais dores de cabeça no futuro.

Pense em configuração, não em personalização

O melhor software é altamente configurável, não personalizável. Configurabilidade significa que o software pode ser adaptado às suas necessidades sem alterar o código do aplicativo. Em vez disso, os ajustes são feitos por meio de parâmetros e configurações no software. Usando o exemplo do carro, alguns carros têm amortecedores ajustáveis, o que permite que o motorista determine a rigidez do passeio por meio de uma configuração. A alteração é controlada por um parâmetro, não por uma alteração na estrutura do veículo.

A configurabilidade mantém a integridade do software e, ao mesmo tempo, oferece a flexibilidade necessária para situações individuais. O software configurável permite alterações específicas para uma situação, mas aproveita a estabilidade e a confiabilidade dos recursos padrão, garantindo que as alterações sejam robustas e exaustivamente testadas.

Por exemplo, imagine um sistema de gerenciamento de qualidade(QMS) configurável como o da Scigeniq. Em vez de codificar de forma personalizada um novo módulo para lidar com um processo comercial exclusivo, um QMS configurável permite que você ajuste fluxos de trabalho, campos de dados e permissões de usuário. Esses ajustes são seguros porque operam dentro dos limites do software padrão, garantindo a compatibilidade com futuras atualizações.

Na Scigeniq, nunca personalizamos nossos aplicativos para um único cliente. Se um cliente precisar de um recurso específico, nós o adicionamos ao sistema principal e o disponibilizamos para todos, geralmente como um recurso configurável. Dessa forma, todos os nossos clientes se beneficiam de aprimoramentos rigorosamente testados e com amplo suporte. O foco na configurabilidade em vez da personalização garante que nosso software permaneça confiável, passível de manutenção e escalonável.

Procure um software seguro, confiável e configurável

Os recursos personalizados projetados apenas para a sua organização parecem atraentes porque prometem uma adequação perfeita às suas necessidades exclusivas. No entanto, os riscos associados aos recursos personalizados – como testes limitados, problemas de atualização e aumento da manutenção – superam em muito os benefícios. Por outro lado, o software configurável oferece uma alternativa mais segura e confiável que garante flexibilidade sem sacrificar a estabilidade. Na Scigeniq, temos o compromisso de fornecer soluções altamente configuráveis que atendam às necessidades de nossos clientes, pois sabemos que, a longo prazo, as personalizações não são nem suas nem nossas amigas.